21 de setembro de 2011

You Yi

21 de setembro de 2011 6
Repete três vezes: You Yi, You Yi, You Yi. Engraçado, né? Eu, pelo menos, achei. Tanto que foi pelo nome que fiquei curiosa para conhecer esse restaurante chinês. Chamei o Henrique e lá fomos nós conhecer o You Yi (hihi).

O ambiente é todo decorado com motivos, veja só, orientais. Chega a ser até um pouco over, de tanto truvisco pendurado.

No dia em que fomos, chovia muito em Porto Alegre. O provável entra-e-sai de clientes, garçons e motoboys deixou o chão totalmente molhado, o que nos causou uma má impressão logo que entramos. Mas ok, porque realmente chovia acima da média naquela noite.

Para ir entrando no clima, pedimos um sakê.

Depois, uns rolinhos primavera para abrir o apetite.

Na mesa, tinham quatro potinhos com molhinhos: shoyu, agridoce, gengibre e pimenta dedo de moça (Tks, Carol!).

O Henrique, que é mais indeciso do que camaleão em frente a arco-íris, acabou se decidindo pelo porco agridoce. Para acompanhar a carne, ele pediu uma porção de arroz branco.

Já eu provei o macarrão frito com chop suey. Uma delícia, mas é um prato super gorduroso, como quase tudo na comida chinesa.

O atendimento não era lá essas coisas, mas tá, pagamos cerca de R$ 80 pela janta e fomos embora com gordura até na alma.

O You Yi fica na rua Cândido Silveira, 242, no bairro Auxiliadora, em Porto Alegre.

Feijoada Beneficente

A gente sempre tem vontade de ajudar, de fazer alguma coisa pelo outro, mas às vezes não sabe exatamente como. Daí quando surge a oportunidade de encher o pandulho numa feijoada e ainda por cima ser solidário, não dá pra deixar passar!


A feijoada beneficente vai acontecer no próximo sábado, dia 24 de setembro, no showroom da Rossi Fiateci, que fica na rua Voluntários da Pátria, nº 3058.

E a feijoada vai ficar por conta do pessoal do Natalício, que é especialista nisso. Além da feijoada completa, com direito a farofa, arroz, couve, laranja, torresmo, aipim frito, vai ter uma ilha de caipirinhas. Opa!

Tudo isso, incluindo bebidas (água, refri, cerveja, cachaça, caipirinha e café) + bombons de sorvete de sobremesa vai custar R$ 50. Não custa nada pra gente, mas pode fazer muita diferente para as crianças que são atendidas pelo Instituto do Câncer, para onde vai todo o dinheiro arrecadado.

Os ingressos para a feijoada podem ser comprados no site www.foodxp.com.br ou pelo telefone (51) 3061-6865. Eu e o Henrique já compramos os nossos.

Te vemos lá, hein ;)



16 de setembro de 2011

Bar do Biu

16 de setembro de 2011 3
O Felipe, meu irmão mais novo que está estudando em São Paulo, foi conhecer um bar com a amiga Diandra e ela escreveu esse post pro Temofome, contando como foi.

Sábado de muito sol em São Paulo e apenas uma dúvida: onde almoçar? Resolvemos seguir a dica de um amigo e ir conferir um restaurante nordestino chamado Bar do Biu. Chegando lá, nos deparamos com esse simpático misto de boteco e restaurante, tudo num estilo muito simples.

O restaurante tem uma área na frente que tem cara de boteco, e na parte de trás tem as mesas, tudo com jeito de casa.

Já era em torno de 14h, mas o movimento ainda estava muito grande para o almoço, então deixamos nosso nome na lista de espera. Enquanto esperávamos, resolvemos sentar numa mesa no sol e pedir uma merecida cervejinha.

Quem nos atendeu foi um garçom "grandinho" e de camisa do Corinthians. Mais tarde descobrimos que ele era o filho do Biu e que o Corinthians é uma paixão de família.

Ele nos sugeriu que comêssemos como entrada uma porção de pernil assado com farofa de moranga. E brincou que a única coisa pequena naquele restaurante era ele... E não era mentira! Em questão de poucos minutos, veio uma boa porção do prato, que apesar de grande, terminou rapidinho. A farofa de moranga combinou muito bem com o pernil.

Após uma longa espera e 2 cervejinhas, conseguimos uma mesa na área interna. Optamos por provar o baião de dois, que na versão do Bar do Biu é uma mistura de arroz com feijão, carne de sol, moranga, batata, cebola e cebolinha.

Também pedimos uma vaquejada, que vem com carne, queijo coalho, cebola e farofa de moranga. Os pratos vieram rapidamente, junto com uma saladinha verde, uma farofa normal e um potinho de manteiga de garrafa, que é uma manteiga muito tradicional no nordeste e tem uma textura bem líquida. É super gordurosa, mas como tudo que é gordinho, é uma delícia!

A comida é muito saborosa, e todos os ingredientes parecem se completar, mas com certeza não é uma das opções mais saudáveis... Bom que a gente não precisa ser saudável o tempo todo! Saímos de lá muito satisfeitos.
O custo total do almoço foi de 90 reais para três pessoas, incluindo as muitas cervejinhas.

O Bar do Biu fica na Rua Cardeal Arco Verde, 776, no bairro Pinheiros, em São Paulo.

9 de setembro de 2011

Hotel Roma

9 de setembro de 2011 6
Nesses três meses trabalhando com os queridos Diogo, Diego e Lela, dos Destemperados, eu tenho conhecido muitos lugares e muitas pessoas. E tenho aprendido muita coisa. E, principalmente, tenho comido muita coisa. A última dessas foi semana passada. Nem meio dia era ainda, e o pessoal já tinha começado a agilizar o almoço. Mil sugestões, mas nenhuma agradava a todos. Foi aí que a Lela falou duas palavrinhas que fizeram brilhar os olhos dos demais: Hotel Roma.

Foi ela pronunciar essa palavra mágica e em questão de segundos estávamos em cinco pessoas apertadas dentro do meu carrinho popular rumando para a Av. Farrapos.

O ambiente desse restaurante de hotel é feioto e simples; não tem nenhum atrativo, fora a comida. Lá é daqueles lugares dos sonhos, onde a comida parece brotar da mesa e se come até dizer chega. E tem que ser bem enfático, senão eles ficam te empurrando "mais um bifinho, mais um bolinho".

Não deixe de provar o suco natural de laranja que é oferecido, mas #ficaadica: tome só um copo. O suco é mega polpudo e mais do que um copo vai ocupar muito espaço no estômago e fazer com que não sobre pro que vem pela frente. E olha que vem coisa!

Daí tudo começa. Primeiro, saladinha bem colorida. Essa fez a alegria da Mari.

A partir daí, não para de chegar comido. É arroz, feijão, purê de batata, ovo frito...

Uma panquequinha de carne sempre vai bem, né?

Tudo muito bom, tudo muito bem. Mas eis aqui os verdadeiros motivos que fizeram o pessoal salivar quando se falou em Hotel Roma: as friturinhas. O bolinho de batata com carne, o bolinho de aipim e a batata doce valem a ida. Foi aí que surgiu o clássico "canoinha louca", ideia patenteada pela Lela.

Os bifinhos não fazem feio. Bem pelo contrário. Depois do bolinho de batata, é a principal atração.

Essa foto abaixo é só pra constar mesmo. Esse refogado de batata, chuchu e cenoura nem foi tocado.

E como se não fosse o suficiente, ainda servem um aipim cozido e uma carne de rabo de vaca. Eu não ousei, mas tinha quem, na mesa, curtia um rabo. Ops!

Para a sobremesa, arroz de leite, pudim e sagu. Mais caseiro impossível.

Depois de tudo isso, o pessoal ainda mandou um cafezinho expresso, que de "inho" não tinha nada!

Vinte e cinco reais foi o valor, por pessoa, dessa chatarra maluca em plena semana. E se o pessoal já tinha ido apertado no carro, imagina na volta...

O Hotel Roma fica na Av. Farrapos, 4001, no bairro Navegantes, em Porto Alegre.

 
◄Design by Pocket, BlogBulk Blogger Templates. Blog Templates created by Web Hosting