26 de novembro de 2010

Chopp Stübel

26 de novembro de 2010 8
Mais um post da tia Lenira pro Temofome. Vou ter que tomar cuidado... senão a mamis vai criar um blog só para ela!

"Aproveitando os últimos dias do Restaurant Week Porto Alegre, fizemos uma reserva no Chopp Stübel, para provar as delícias da cozinha alemã que eles anunciavam para este evento.

Foto do site

Para quem não sabe, o Restaurant Week é um dos mais importantes eventos gastronômico do mundo. Surgiu há 17 anos em Nova York e hoje acontece em mais de 100 cidades de diversos países. Trata-se de uma promoção dos restaurantes que oferecem cardápios especiais por preços promocionais durante duas determinadas semanas. Aqui em Porto Alegre o Restaurant Week está acontecendo desde o dia 15 de novembro e vai até o próximo domingo, dia 28. Achei bem bacana esta proposta, porque além de promover os restaurantes da cidade a preços módicos, traz junto uma ação social. A entidade beneficiada pelo evento, em Porto Alegre, é o Instituto do Câncer Infantil.

Na quarta feira à noite, reservas feitas, fomos, juntamente com os amigos Hugo e Viviane, curtir as delícias do cardápio alemão da casa, delícias estas que foram, por nós, muito bem regadas com diversos “chopps” da Brahma. Minha amiga Vivi, que é mais cuidadosa com a saúde e a forma, preferiu regar o seu jantar com suco de laranja natural. Já os demais...

Aberto os trabalhos, fizemos nossos pedidos. De entrada, cogumelos recheados. Eles vieram sobre uma cama de folhas verdes temperadas com uma redução de molho agridoce muito gostoso. O nome desta entrada, em alemão, é “Blattsamate mit Gefüllte Champignons”.

Em seguida, pedimos o prato principal: marreco no molho de cerveja com repolho roxo, spatzel e purê de maça, também conhecido como “Ente in Bier”.

O outro pedido foi filé de linguado com cogumelos naturais e batatas no vapor. Quem pedisse “Fischfilets mit Pilze” recebia o mesmo prato. Eu, como já tinha tomado dois chopes, preferi pedir em português...

De sobremesa, nos serviram “Erdbeertörtchen mint Mandel”. Para os leigos, como eu: tortinha de morango recheada com geléia de morangos e coberta com amêndoas, servida com sorvete de creme. Delicinha!


Toda esta orgia gastronômica nos custou cerca de R$ 50 por pessoa. Os pratos são bem elaborados e as porções generosas. O atendimento também foi impecável. Recomendamos!"

O Chopp Stübel fica na Quintino Bocaiúva, 940, no bairro Moinhos de Ventos, em Porto Alegre.

24 de novembro de 2010

Bistrô do Jardim

24 de novembro de 2010 5
Na nossa última estada em Florianópolis, decidimos guardar uma noite para um jantar mais especial (e guardar também grana para que isso fosse possível). Fomos no Bistrô do Jardim, um lugar bacana lá nas bandas do Centro.

Foto do site

De cara, fomos recebidos com más notícias: o fogão havia estragado e demoraria um pouco até chegar o conserto. Como queríamos muito conhecer esse bistrô, fomos dar uma volta para passar o tempo. Quando voltamos, tudo estava normalizado; nos sentamos perto do janelão de vidro que dá para a praça em frente, num clima agradável, silencioso e à luz de velas. Dessa vez não conseguimos tirar fotos dos ambientes, pois o lugar é pequeno e as mesas estavam lotadas... e achamos que seria chato. Por isso pegamos essa do site do Bistrô.

De couvert, nos foi servido uma seleção de mini pães, com três gostosas pastinhas: uma de manteiga batida com ervas, uma de molho tártaro e outra de terrine de foie gras com galantine de frutas da estação. Como sempre, eu e a Isa acabamos com os pães em minutos, enquanto os potes ficaram ainda cheios.

A Isa, que é das carnes, foi de filet à le vieux bistrot, um mignon grelhado aos três funghi, servido com batata gratinada. Filézão macio, mas não veio ao ponto, conforme a Isa pediu.

E eu, que boto fé nos pescados, fui de linguado à le park: filés grelhados e recheados com lâminas de brie, folhas de espinafre e nozes torradas, regados com ervas de provance, servido com arroz confete. Não achei a apresentação do prato das melhores - ainda mais que o montinho do arroz veio meio caído - mas o sabor superou esse detalhe.

Para finalizar, pedimos a sugestão da simpática garçonete, que nos indicou o fondant de chocolate à Hediard como sobremesa, uma espécie de mousse mais consistente de chocolate branco e preto, coberto com calda de baunilha. Bela dica!

O jantar custou R$ 155, incluindo duas cervejas e um refri. O restaurante funciona de segunda a sábado, a partir das 20 horas, e é bom fazer reserva para garantir lugar.

O Bistrô do Jardim fica no Largo Benjamin Constant, nº 663, no Centro de Florianópolis.

20 de novembro de 2010

Umberto

20 de novembro de 2010 6
Eu e o Henrique aproveitamos este final de semana para conhecer o Umberto, que está participando do Restaurant Week. Este evento, que acontece pela primeira vez em Porto Alegre, oferece menus fechados em diversos restaurantes legais da cidade, ao valor de R$ 39 no jantar e R$ 27 no almoço. Nós, que não somos bobos nem nadas, fomos conferir... E se tu ficou com vontade, te mexe, pois o Restaurant Week vai só até o próximo domingo, dia 28 de novembro!

O Umberto é bem bonito; por fora não dá pra imaginar como é charmosinho por dentro.

São diversos ambientes, distribuídos nos dois andares da casa. Nossa reserva foi para o andar de cima, mais amplo que o de baixo, mas igualmente acolhedor.

O Henrique chamou numa cerveja artesanal, a Prost, lá de Estrela. Prost!

O menu participante do Restaurant Week inclui duas opções de entrada, de prato principal e de sobrema. Como entrada, o Henrique escolheu a opção 1: salada de folhas verdes ao vinagrete de cebullet e linhaça tostada, com lascas de kani kama.

Eu fui no creme de mandioquinha com tomates frescos, servido em uma pequena xícara. Bem leve e cremosa.

Como prato principal o Alemão escolheu a perdiz marinada grelhada, acompanhada de uma massa capeline de sálvia em seu próprio molho. Bem temperada e salgada até demais, mas muito gostosa.

Eu escolhi a opção número 2: entrecotê com batata gratin ao molho dijon. Nham! Carne hiper macia; só achei que o que sobrou de sal no prato do Henrique, faltou na minha batata...

Pra fechar com chave de ouro, escolhi o gateau mousse de doce de leite com chocolate granizado. Mais doce que o doce de batata doce! Mas eu gostcho :)

O Henrique escolheu a outra opção: crostata de maçã com sorvete de cardamomo e lâminas de amêndoas. Bem mais suave que a minha sobremesa!

No final, peguei minha lambreta, coloquei o Henrique na garupa, e saímos para curtir a noite portoalegrense. Bi-bi!

Este nosso jantar, dentro da proposta do Restaurant Week, nos custou cerca de R$ 100 (os R$ 39 por pessoa + bebidas e serviço). Valeu muito a pena!

O Umberto fica na rua Mata Bacelar, nº 132, esquina com a Nova York, no bairro Auxiliadora, em Porto Alegre.

11 de novembro de 2010

Franca

11 de novembro de 2010 6
No último feriado, de finados, eu e o Henrique estivemos em Punta del Diablo, uma charmosa e tranquila praia de pescadores no Uruguai. Viajamos na companhia de um casal de amigos lá de Flores da Cunha, a Fabi e o Ito. Mesmo com a Fabi cozinhando incrivelmente bem, em uma das noites resolvemos sair para jantar. Fora da alta temporada, as opções para comer nesta praia são bem fracas, mas conseguimos encontrar um lugarzinho que mereceu post: o Franca Restaurante.

É um lugar medio rústico, medio requintado, todo envidraçado e em madeira.

Há um charmoso deck externo iluminado a luz de velas. Bem romântico. Deve ser um ótimo lugar para sentar em uma noite quente de verão.

Olhem que amor esse cachorro que ficava circulando por lá (só na parte de fora, né). Parecia fazer parte da decoração.

Como estávamos em época de halloween, algumas crianças vizinhas ao restaurante apareceram lá durante a noite pedindo "caramelos o travesuras". Saíram felizes, com um pedaço de brownie enrolado em um guardanapo.

O couvert eram pãezinhos recém-assados com um molho a base de alho.

Para acompanhar o jantar, nosso casal de amigos enólogos escolheu um vinho uruguaio rosé, da Don Pascual. Foram duas garrafas.

Como entradas, pedimos uma tortilla de batata com guacamole...

... e esses espetinhos de camarão e lula, acompanhados de salada verde. Eram, na verdade, pratos individuais, mas fizemos um mexe e cada um provou um pouquinho de cada.

O prato principal escolhido pelo Henrique foi o ojo de bife con ensalada verde y papas fritas.

E eu fui de pollo al wok con vegetales.

A Fabi foi de lenguado ala plancha con boñatos, um filé grelhado de peixe com purê de batata doce e normal (?). As batatas estão presentes em quase todas os pratos; nunca vi comer tanta batata como se como no Uruguai!

E o Ito escolheu um prato bem básico, churrasco con papas fritas y huevo frito. Quase uma a la minuta, né?

Já estávamos bastante satisfeitos, mas não conseguimos negar a sobremesa: brownie (aquele das crianças do halloween) com calda de morango. Dividimos entre os quatro, só para não passar em branco.

A conta deu cerca de 100 dólares, o equivalente a uns R$ 50 por pessoa. Nada mal, para uma refeição completa com direito a duas garrafas de vinho.

O restaurante havia passado todo o inverno fechado; eles abriram somente durante aqueles quatro dias do feriado. Durante a temporada de verão, voltarão a abrir todas as noites.

O Franca Restaurante fica na calle nº 20, esquina com a nº7, em Punta del Diablo, Uruguai.

6 de novembro de 2010

Pampa Burger

6 de novembro de 2010 10
Porto Alegre agora tem um legítimo fast food gauchesco. O Pampa Burger não tinha nem completado uma semana e eu e a Isa corremos até lá para provar os tais hamburgueres que prometem agradar gaúchos e gaúchas de todas as querências.

O ambiente remete à um galpão, com o pé direito alto e telhas à mostra. São dois espaçosos ambientes; um logo na entrada e outro na parte dos fundos, onde nos sentamos. O pedido pode ser feito na mesa, com os garçons, ou direto no caixa, sem entrevero.

Para agradar aos ouvidos dos "galo véio", música tradicionalista instrumental. E no telão, leilão de gado para quem quiser fazer seu lance.

A proposta do Pampa Burger é oferecer lanches feitos com carne 100% certificada Angus, a raça bovina mais completa para consumo. A Isa foi no Campereada, que leva 180 gramas de hamburguer, requeijão campeiro, queijo gorgonzola e rúcula. Ficou mais feliz que prenda de vestido novo. Para as chinocas, o hamburguer pode ser um pouco grande...


















Eu mandei ver um La Plata, que me pareceu ser o mais atraente. São 180 gramas de carne, entre uma fatia de queijo provolone, tomate gaúcho, alface americana, maionese e o marcante molho chimichurri. O sabor é bem forte por conta deste molho que leva uma dezena de condimentos. A la pucha, tchê, fiquei mais faceiro do que gringo em fandango.


















Para acompanhar nossos hamburgueres, pedimos uma porção pequena de aipim frito. Bem sequinhos e crocantes.

Além dos lanches fast food, o restaurante oferece pratos como entrecot, batata recheada e xixo. As carnes são todas assadas à lenha, aos olhos do freguês. Opções para gaúcho nenhum botar defeito.

O Pampa Burger se apresenta como mais uma opção para matar a fome da madrugada depois do bolicho, pois funciona diariamente até as 6h. Ou também pode ser uma opção de café da manhã para o bagual mais xucro.

Como todo lugar recém aberto, o atendimento ainda precisa de alguns ajustes. O valor deste lanche gaudério foi de R$ 33,00, preço justo pelo tamanho e qualidade.

O Pampa Burger fica na Venâncio Aires, quase esquina com a José do Patrocínio, na Cidade Baixa, em Porto Alegre.

4 de novembro de 2010

O Ferreiro

4 de novembro de 2010 5
Depois de tanto ouvir falar, eu e a Isa decidimos ir conhecer O Ferreiro, em Caxias do Sul. O antigo casarão amarelo que virou restaurante mantém a fachada original, com o ano da construção. Na entrada, uma mesinha de ferro e uma chapeleira com espelho que deve servir para comparar o antes e o depois da refeição. Melhor não tentar.

O que daria para dizer do ambiente? Que ele é bem iluminado? Que é bem amplo? É, acho que é isso. Achamos a decoração um pouco fraca... mas quem se importa? Fomos lá pra comer!

O cardápio é bem variado. Tem saladas, peixes, carnes, massas, risotos... E tem as combinações, para duas ou quatro pessoas, com preços que valem a pena. Escolhemos o "Especial O Ferreiro", um mega combo gringo com picanha ao molho barbecue acompanhado de batata frita e polenta com um meu-deus-que-salgado-porém-gostoso molho de queijo, massa e salada.

A salada de tomate e alface vem numa cumbuca gigante. Impossível comer tanto tomate em duas pessoas!

A massa de acompanhamento que escolhemos foi o spaghetti com tomate seco e rúcula. Delicioso! O que achamos muito legal é o fato de poder escolher a massa que quiser, ou ainda, trocar por um risoto qualquer do cardápio.

E eis a picanha ao barbecue. Finas fatias e ao ponto, conforme pedimos. Na foto, o prato já está desfalcado pois sou um carnívoro inconsequente e não aguentei esperar o clique da Isa :)

Aqui está o prato completo, mostrando tudo o que é servido nesse "combo". As porções são bem grandes, dá pra fazer uns quantos pratos desses...

O Ferreiro, além dos mais variados vinhos da Serra e importados, dispõe de um cardápio de cervejas. Eu fui de Heineken, mais levezinha.

Já estávamos bem satisfeitos quando o garçom nos atiçou com esse petit gateau de morango moreno, com sorvete de morango e pedaços de mirtilo e amora que, segundo ele, foi escolhida como a melhor sobremesa de Caxias do Sul. Não sabemos quem escolheu, mas ele tinha razão!

A Isa estava tão desesperada pra furar o petit gateau que não aguentou esperar até a foto ficar boa. Vai essa tremida mesmo pra ela aprender a ser menos gulosa.

Pra dar conta de toda essa comilança, só mesmo um café bem forte. Ou então chá. Lá tem uma variedade de chás quentes e gelados, cortesias da casa.

Gastamos, no total, R$ 80,00. Gostamos do lugar mas, sinceramente, a nossa expectativa era maior. Talvez pela quantidade de gente que nos indicou o restaurante. Bom, mas longe de ser excepcional.

O Ferreiro fica na rua Alexandre de Antoni, nº 2381, em Caxias do Sul. Aceita cartão e tem estacionamento próprio.

 
◄Design by Pocket, BlogBulk Blogger Templates. Blog Templates created by Web Hosting